Roda do Ano – Sabbat Yule

Roda do Ano: Sabbat Yule (HS)
Share the love

Também conhecido como “Midwinter” este Sabbat marca, na Roda do Ano, o Solstício de Inverno, a data em que o período do dia é o menor do ano e a noite é a mais longa. Neste período a Deusa dá a luz ao novo Deus Sol. Em diversas culturas o nascimento do novo Deus é marcado próximo a esta data, sendo mais conhecida por nossa cultura ocidental como o nascimento de Jesus e o Natal.Roda do Ano: Sabbat Yule

  • Hemisfério norte: 21 ou 22 de Dezembro
  • Hemisfério sul: 21 de Junho
  • Cores: Vermelho, verde, dourado e branco

Em Yule a Deusa ainda está em sua fase de anciã e triste com a perda do Deus Sol. Porém isto não a impede de dar a luz ao novo Deus Sol que, em breve, irá fertilizá-la novamente e trará a alegria de volta à sua vida.

Roda do Ano: Yule e o retorno da luz

Roda do Ano: Sabbat Yule - Pinheiro com Neve

Na Roda do Ano, este Sabbat é considerado o retorno da luz. Uma vez que tudo ficou escuro com a morte do Deus em Samhain, o renascimento do Deus Sol em Yule é o sinal de que em breve o inverno irá embora e de que uma nova fase de alegrias está se aproximando novamente: a primavera! Para celebrar o nascimento do Deus Sol, as árvores cobertas de neve eram decoradas com velas, presentes, comidas e bolas coloridas que simbolizavam a fertilidade do Deus. No topo da árvore costumavam colocar o mais comum símbolo Pagão: o pentagrama.

Isto soa comum? Sem dúvidas. Com a cristianização dos povos Celtas e Pagãos, estes costumes foram readaptados para a história de Jesus Cristo. Aqui pelo Brasil, quem nunca questionou o porquê do Natal ter símbolos como pinheiros, neve e bolas coloridas? Não faz o menor sentido para nós.

Em Yule o destaque da celebração é o Deus, pois ele está renascendo a trazendo de volta sua energia e luz. Com isto a Deusa, que ainda está em sua fase anciã, voltará a sorrir e retornará à sua fase de donzela.

Em Yule ocorre uma batalha entre duas faces do Deus Sol que está renascendo. O Rei do Azevinho (escuridão), reinando desde Litha, o Solstício de Verão, confronta novamente o Rei do Carvalho (luz). Nesta batalha o Rei do Carvalho é vencedor e isto indica que, a partir deste momento, o Sol ficará mais forte a cada dia até atingir seu apogeu em Litha.

Greenman - Rei do Carvalho e Rei do Azevinho
Representações do Rei do Carvalho e do Rei do Azevinho, lado de Luz e de Escuridão do Deus Sol.

Roda do Ano: Yule e a natureza

Durante esta celebração da Roda do Ano, para sobreviverem e serem protegidos durante o inverno, era bastante comum durante a celebração de Yule que árvores fossem levadas para dentro de casa com o intuito de oferecer abrigo aos Espíritos da Natureza. Estas árvores eram enfeitadas. Os presentes eram oferecidos aos Espíritos, comidas eram oferecidas aos animais que tinham dificuldade de encontrar alimento por causa do frio extremo e, portanto, a proteção era mútua: as árvores ficam em um local aconchegante, enfeitadas e protegidas do frio e as famílias eram abençoadas e protegidas pelos próprios Espíritos da Natureza.

Durante este Sabbat o ideal é celebrar a vida e comemorar o renascimento do Deus Sol, para que o inverno não seja tão duro. Danças, muita música e comidas são dedicadas ao Deus recém nascido.

Simbolizando o sêmen do Deus, o visco é bastante utilizado na decoração da Árvore, da Tora de Yule e da casa. Também é o utilizado o azevinho, representando a Deusa.


Roda do Ano: Rituais em Yule

Os rituais realizados em Yule celebram a alegria do renascimento do Deus Sol, a renovação da alegria da Deusa e a esperança de que em breve o frio dará lugar ao calor novamente, junto com novas colheitas. Os rituais aqui apresentados foram retirados do livro “Wicca, A Religião da Deusa” de Claudiney Prieto, com adaptações.

Ritual de Yule: Tora de Yule (Yule Log)

Tora de Yule - Celebração do Sabbat

A Tora de Yule faz parte de um Ritual de Yule bem simples. Ela simboliza o renascimento do Deus Sol e, ao mesmo tempo, invoca a presença da Deusa para proteger a casa. A Tora costumava ser feita de carvalho, mas como nem todos temos acesso a este tipo de madeira, qualquer outro tronco pode ser utilizado. Lembre-se que o mais importante sempre é a sua energia, a sua intenção.

Decore o tronco com fitas verdes e vermelhas e com velas também verdes e vermelhas. Geralmente são usadas duas velas, sendo duas verdes e uma vermelha no centro. O verde é usado para simbolizar o Deus (lembra que um dos nomes dele é Greenman?) e o vermelho é para simbolizar a Deusa e sua energia.

Após decorada, a Tora de Yule deve ser colocada em um local de destaque na casa e a proteção da Deusa deve ser invocada. Mesmo após a passagem de Yule a Tora deve ser mantida no local. Na próxima ocorrência de Yule esta Tora deve ser queimada na fogueira e uma nova Tora deve ser confeccionada.

Ritual de Yule: Árvore de Yule

Alguns podem pensar que nem precisam ler sobre “como montar uma Árvore de Yule”, uma vez que este costume foi absorvido pelo Natal. Porém, existe uma grande diferença entre esta Árvore e a árvore natalina.

Em termos de decoração, as duas são basicamente iguais. O que muda drasticamente é que, para o Ritual de Yule,  no topo da Árvore deve ser colocado um Pentagrama, as bolas coloridas serem pintadas manualmente e a deve haver a ausência da figura comerical do “papai noel”, podendo ser substituída pelo Greenman (Cernnunnos).

A característica mais importante da Árvore de Yule são os presentes colocados aos seus pés. Estes presentes não são objetos comerciais e não são dedicados a todos os membros da família. São presentes para os Espíritos da Natureza. Enquanto você oferece proteção a eles em sua casa, eles também oferecem proteção a você.

Na noite de Yule, no momento em que o Deus está renascendo, celebre com alegria, cantando, dançando e contando histórias ao redor da árvore.

Ritual principal de Yule

Para esse Ritual de Yule você vai precisar de:

  • 1 vela dourada;
  • 1 vela branca;
  • 1 vela verde;
  • 1 vela vermelha;
  • folhas de louro;
  • 1 sino;
  • 1 caldeirão;
  • taça com vinho.

Coloque a vela dourada dentro do caldeirão, a vela verde do lado esquerdo do altar, a vela vermelha do lado direito e a vela branca no centro.
Trace o círculo mágico e diga:

Hoje invoco os poderes do Espíritos da Luz. Uno minha força mágica à energia da Criança da Promessa para que o Sol renasça.

Acenda a vela vermelha e diga:

Com esta vela eu honro todos os espíritos do Fogo.

Acenda a vela verde e diga:

Com esta vela eu honro todos os espíritos da Natureza.

Acenda a vela branca e diga:

Com esta vela eu celebro o Espírito do Inverno.

Acenda a vela dourada e diga:

Com esta vela, que se encontra na escuridão do ventre da Deusa, eu honro a Criança da Promessa que nasce agora e traz o retorno da luz.

Eleve seus braços aos céus e diga:

Pelo chifre e pela luzCelebro e dou boas-vindas à Criança da Promessa, ao Sol renascido que nasce entre os vales, rios e montanhas.Seja bem-vinda, Criança Divina.

Pegue as folhas de louro e macere-as em suas mãos fazendo um pedido à Deusa e ao Deus Sol. Coloque-as no Caldeirão junto com a vela. Toque o sino por três vezes e diga:

Abençoados sejam a Deusa e o Deus que giram mais uma vez a Roda da Vida. Dou as boas-vindas a Yule e celebro o movimento eterno da Natureza.
Que a luz do Deus brilhe e que todos sejam por ela.

Eleve a taça de vinho e diga:

Eu bebo este vinho em homenagem à Deusa e à Criança do Sol.

Beba o vinho e faça uma libação (ato de oferecer o vinho em honra aos Deuses).
Cante a dance em homenagem aos Deuses.
Destrace o círculo.

Sabbats e a Roda do Ano

Leia também sobre os outros Sabbats que compõe a Roda do Ano:

About DanFF

Sou Daniel, Pagão e Bruxo. Criei o Santuário Lunar para ajudar a espalhar a magia da Deusa e suas diversas manifestações. Também criei Trismegistia para oferecer música pagã ao estilo New Age.


Share the love

Deixe uma resposta