Roda do Ano – Sabbat Mabon

Share the love

Roda do Ano: Sabbath Mabon

Hemisfério norte: 21 ou 22 de Setembro
Hemisfério sul: 21 ou 22 de Março
Cores: Marrom, verde, amarelo, vermelho

Este Sabbat da Roda do Ano ocorre durante o Equinócio do Outono, a data em que a posição do planeta em relação ao sol está perfeitamente equilibrada. Neste período a Deusa alcança a velhice e anuncia que o início de sua fase mais triste e escura, o Samhain, está chegando. Durante o Mabon é comemorada a abundância das colheitas que estão chegando ao fim e iniciam-se os preparativos para um novo plantio.

A partir desta data as noites serão mais longas que os dias. O equilíbrio deste Sabbat é ideal para a reflexão sobre todas as conquistas e falhas que ocorreram durante o ano e para a preparação para o próximo ano.

Roda do Ano: Mabon - Equinócio de Outono

 

Roda do Ano: Mabon e a segunda colheita

Mabon é o momento onde a segunda colheita é feita. O Equinócio do Outono marca um ponto de equilíbrio entre dia e noite e, a partir de agora, as noites serão mais longas que o dia, ou seja, é um prenúncio que o inverno se aproxima novamente. O Deus Sol que se sacrificou em Lughnasadh ainda se mantém vivo apenas na colheita. A Deusa, que ainda está em sua face de Mãe, começa a adotar sua face anciã e já lamenta a ausência do Deus, pois sabe que sua morte definitiva se aproxima, em Samhain.

Este Sabbat é um excelente momento para se mostrar grato à tudo que a Deusa e o Deus Sol forneceram durante o ano. Esta colheita realizada servirá para grandes banquetes onde os Deuses serão honrados. A festa mais tradicional de Mabon é o Dia de Ação de Graças.

Roda do Ano: Mabon e o início do fim

Bastante presente na cultura Celta e para nós, Wicca, o ciclo de nascimento, crescimento, morte e renascimento é fundamental. Mabon é uma data de equilíbrio onde devemos refletir sobre tudo o que aconteceu durante o ano e fazer planos para o futuro.

Comum no outono, as folhas verdes começam a secar e cair das árvores, como se tudo estivesse morrendo. Este Sabbat também é um aviso de que toda a energia e força do Deus Sol está se esgotando e ele precisará retornar ao útero de sua Deusa Mãe, ou seja, dias difíceis estão por vir.

 

Receita de Pão de Batata da nossa parceira Cozinhando com a Lua

PÃO DE BATATA PARA MABON: EQUINÓCIO DE OUTONO.
Para os que comemoram pela Roda do Hemisfério Norte, comemorado em 21 de…
Publicado por Cozinhando com a Lua em Sábado, 5 de agosto de 2017

 

Roda do Ano: Rituais em Mabon

Os rituais realizados em Mabon celebram a gratidão aos Deuses e a preparação para o fim e início de um novo ciclo. Os rituais aqui apresentados foram retirados do livro “Wicca, A Religião da Deusa” de Claudiney Prieto, com adaptações.

Ritual de Mabon: Fazendo uma Rainha da Colheita (Kern Baby)

A Rainha da Colheita é uma das práticas mais comuns em Mabon. Para criá-la você vai precisar de:
  • Ramos de trigo;
  • Fitas multicoloridas (opcional);
  • Pedaço de pano branco;
  • 1x Bastão;
  • Barbante.
Pegue os ramos de trigo e divida-os em três partes. A primeira parte será a cabeça e as outras duas serão os braços. Para isso cruze duas partes dos ramos de trigo, em posições opostas, amarrando a parte separada na posição vertical, formando uma cruz. Amarre com o barbante para que fiquem firmes e não se soltem.
Com o pano branco você pode fazer uma bata e vestir sua boneca. Decore a bata branca com as fitas coloridas caso deseje, elas representam a primavera, o outro ponto de equilíbrio que existe na Roda do Ano e que chegará nos próximos seis meses.
Roda do Ano: Mabon - Rainha da Colheita
Exemplo de Rainha da Colheita
Pendure sua Rainha da Colheita no bastão, que é o símbolo fálico da fertilidade. Então, na sua cerimônia em Mabon, coloque-a sobre o altar, pedindo que ela se torne um símbolo de abundância e fartura.

Ritual de Mabon: Cornucópia da Abundância

O Chifre da Abundância, ou Cornucópia, é um símbolo de generosidade, boa colheita e tem implicações mágicas bem definidas. O chifre é um símbolo fálico, representando o Deus, enquanto o interior dele simboliza o útero, representando a Deusa e a terra fértil. Como Mabon é a Ação de Graças das Bruxas, é muito apropriado utilizar este símbolo nos altares ou mesas.
Faça ou compre uma cornucópia. Encha o chifre de frutas, flores, grãos e moedas, de forma que eles sejam derramados sobre o altar. Some outras coisas mágicas, como folhas de carvalhos ou bolotas, avelãs ou cartas de Tarot.
Durante o Sabbat, compartilhe do conteúdo da cornucópia com pessoas queridas.

Ritual de Mabon: Bebida mágica de Mabon

A bebida mágica de Mabon consiste de:
  • Sidra de maçã quente;
  • canela;
  • pequenas rodelas de maçã.
Essa bebida sagrada tem um significado profundo. A maçã rege o coração, a sidra representa o eu, por si só já é uma poção do amor. Mas, quando misturada com a canela, que é governada pelo Sol, representa a essência Solar e, ao ingerirmos a bebida, é como se estivéssemos ingerindo a própria luz do Sol.

Ritual principal de Mabon

Material necessário:
  • grãos de todos os tipos;
  • Caldeirão;
  • folhas secas;
  • 13 fitas de cores diferentes;
  • 1 galho de madeira;
  • 3 velas marrons;
  • Cálice com vinho.
Procedimento: Faça um triângulo com o vértice para cima usando as velas marrons e coloque o seu caldeirão no meio dele. Trace o círculo mágico e diga:

A Roda do Ano mais uma vez gira. Este é o Sabbat da Segunda Colheita. A Senhora da Abundância e o Deus da Fartura abençoam o mundo com os seus grãos. Abençoada seja a Fartura da Terra!

Acenda as velas. Pegue as fitas e amarre-as em uma das extremidades do galho. A cada fita amarrada, faça um desejo. Quanto tiver amarrado todas as fitas, eleve o galho dizendo:

Hoje, luz e escuridão são iguais. A partir de agora o Deus retornará ao ventre da Mãe. Esta é a Dança eterna da vida e da morte. Que a Roda gire mais uma vez e que a Senhora e o Senhor abençoem o mundo.

Coloque o galho no caldeirão. Espalhe os grãos e folhas pelo altar enquanto diz:

Pedimos que a Deusa e o Deus cuidem da Terra com sabedoria e bondade para que as colheitas prossigam com pão e vida para todos. Damos graças aos Deuses pela abundância. Que a Deusa nos guie pelos dias escuros, até que a Criança da Promessa renasça para trazer alegria e felicidade.

Eleve o cálice e diga:

Bebo este vinho em homenagem à Senhora da Abundância e ao Deus da Colheita que segue cada vez mais rápido ao País de Verão. Abençoados sejam!

Cante e dance em homenagem aos Deuses.
Destrace o círculo.

 

Sabbats e a Roda do Ano

Leia também sobre os outros Sabbats que compõe a Roda do Ano:

 

About DanFF

Sou Daniel, Pagão e Bruxo. Criei o Santuário Lunar para ajudar a espalhar a magia da Deusa e suas diversas manifestações. Também criei Trismegistia para oferecer música pagã ao estilo New Age.


Share the love

Deixe uma resposta